Karneval.

Olá queridos leitores. Hoje venho falar sobre um manga! Essa é a minha primeira postagem sobre mangas nesse blog e a minha primeira sugestão eu lhes garanto que um dos mais incríveis que vocês vão poder ler em suas vidas. Bem, que manga é esse? É Karneval!
Sinópse: Nai está a procura de alguém que é importante para ele, mas a única pista para que ele ache esse alguém é um único bracelete que foi deixado com ele. Porém ele não tem idéia do grande significado por trás do bracelete. Sendo prisioneiro em uma estranha mansão, a senhora desta tem estranhos planos para Nai. Em um ataque de fúria  ela se depara com o bracelete no braço dele. Ela fica estupefata e tem certeza que Nai o roubou (já que era impossível um garoto como ele possuir tal artefato). Porém algo que nem a senhora e nem Nai previam era que um jovem ladrão que costuma abater carteiras para sobreviver, Gareki, estava em seu telhado e acaba por escutar toda a conversa. Também interessado no bracelete, Gareki ajuda Nai a fugir. Mas a coisa toma proporções monstruosas e logo Nai e Gareki se veem como criminosos procurados por agentes de segurança militar. Quando os dois estão na situação mais desesperadora possível, eles encontram nada mais nada menos que a organização de defesa mais poderosa do país, "Circus".


Pessoas.

Olá queridos leitores. Hoje venho com outro post em reflexão sobre a vida, o universo e tudo mais. Claro que é impossível pensar sobre isso sem falar sobre pessoas, sim, eu quero falar sobre pessoas. Afinal esses posts reflexivos são sempre sobre elas. Eu não saberia muito refletir sobre ornitorrincos, talvez sobre gatos, mas acho que o que mais domino (ou acho que domino) são pessoas, então vamos falar destas. Eu quero dizer, falar sobre a minha pessoa e o que eu acho de certas outras pessoas. 
Eu não sou o tipo que toma antipatia das pessoas a primeira vista. Não sou o tipo de pessoa que costuma odiar pessoas sem ter um bom motivo. E vejam bem, existem pessoas que já me deram motivos para odiá-las e amaldiçoar as próximas três gerações das suas famílias e eu não o fiz. Ainda sim, nesses casos eu prefiro optar por nunca mais vê-las.


Kaizers Orchestra

 Eu sei que posto aqui uma vez na vida e outra na morte. E devo confessar que não é nem por falta do que dizer... Na verdade eu tenho muitas coisas das quais eu gostaria de falar sobre / apresentá-las para vocês. Mas coragem para tanto é o que me falta. Tentarei ser mais assídua com as coisas aqui, prometo!
Parando o momento redimição da minha displicência, venho hoje lhes apresentar uma banda norueguesa chamada Kaizers Orchestra.
Kairzes Orchestra é notória pelo fato de que todas as suas músicas são em norueguês (oh, rly? Rly!), afinal é comum ver várias bandas - indepente de suas nacionalidades - gravando músicas em inglês. Se vocês esperam isso de Kaizers Orchestra é melhor irem tirando o cavalinho da chuva.
A banda mistura rock clássico com rom rock e outros ritmos oriundos do leste europeu. Se vocês gostam de ouvir músicas com sonoridades diferentes e exóticas, ouçam Kaizers Orchestra. ♥

Segue abaixo as minhas músicas favoritas.
Femtakt Filosofi
Psycho Under Min Hatt
I Ett Med Verden